4 de outubro de 2011

Substância, Devir ou vir a ser, e Causa e causalidade

Substância, Devir ou vir a ser, e Causa e causalidade, são termos relacionados a Metafísica na Filosofia.

Substância

A palavra “substância” vem do latim “substantia”, o que está ou permanece sob, por debaixo, isto é, “suporte, sustentáculo”.

Devir ou vir a ser

Vir a ser ou devir são termos sinônimos que referem ao processo de transformação dos seres e das coisas, ao conjunto de mudanças que se manifestam à medida que o tempo evolui. “Talvez nada permaneça no universo, tudo seja devir”, Heráclito de Éfeso.

Esta intuição resultou na reflexão sobre o mundo, baseada na relação entre opostos, isto é, que apresenta uma visão dialética da realidade.

Causa e causalidade

A problematização do questionar “o que” constitui as coisas, dá espaço ao “por que” o mundo e seus fenônemos existem?

Ao perguntarmos “por quê?”, estamos investigando as causas, ou, em metafísica, as causas primeiras, fundamentais.

Aristóteles definiu as causas em quatro tipos:

- material
- eficiente
- formal
- final

Causa é, modernamente, àquilo que dá origem ou induz a algo mais, ou que o determina. Esse determinado pode ser compreendido como uma consequência da causa, ou seja, o efeito. Logo tudo tem uma causa para haver.

Dessa forma entendemos que causa e efeito estão diretamente relacionados em uma relação de causalidade, em que temos a influência da primeira, a causa, sobre o segundo, o efeito.

• Princípio de causalidade

A busca pela causa traz implícita a noção de que todo ser, fenônemo ou acontecimento deve ter sido originado ou determinado por outro ser ou acontecimento que o precede no tempo. Temos assim o princípio da causa, ou princípio de causalidade, em que todo fenônemo tem antes, uma causa.

Nas ciências modernas o princípio de causa ganhou amplo destaque e importância tornando-se um dos pontos fundamentais na construção de um pensamento contemporâneo e moderno.

4 comentários: