8 de outubro de 2011

Guerra Fria (4ª Parte)

 A Coréia se dividiu em duas na Guerra da Coréia, período da Guerra Fria. A Coréia do Norte, se tornou uma república comunista, e a Coréia do Sul é hoje uma república democrática.

A Coréia na Guerra Fria

Retrospectiva dos acontecimentos políticos da Coréia antes do período
da Guerra Fria (1945 a 1991)

• Em 1910, o Japão anexou o território da Coréia

• Ao término da Segunda Guerra Mundial, o Japão perdeu a Coréia para as tropas norte-americanas e soviéticas

Paralelo 38º

• Após as tropas soviéticas e norte-americanas libertarem a Coréia, o território da Coréia foi dividido entre as duas potências, EUA e URSS.

• O Paralelo 38º consistia numa linha imaginária que separava as áreas de atuação das duas potências, EUA e URSS. O território da Coréia foi dividido, portanto, em duas, resultando na Coréia do Norte, sob influência socialista, e Coréia do Sul, sob influência capitalista.

Divisão da Coréia, período da Guerra Fria.

A divisão da Coréia em duas Repúblicas

• Ao norte, foi instalada a República Popular Democrática da Coréia do Norte, sob domínio soviético

• Ao sul, foi instalada a República da Coréia do Sul, sob domínio norte-americano

Guerra da Coréia (1950 a 1953)

• Em junho de 1950, o exército norte-coreano invadiu a Coréia do Sul na tentativa de unificar o país.

• Em setembro de 1950, tropas dos Estados Unidos iniciaram a partir da Coréia do Sul, um contra-ataque às forças do norte, e ocuparam rapidamente o território da Coréia do Norte, chegando até a fronteira com a China.

• Em novembro, tropas chinesas se envolveram na Guerra da Coréia, ao lado da Coréia do Norte.

• Em dezembro do mesmo ano (1950), as tropas americanas se posicionaram no Paralelo 38º

• Em 1951, tropas chinesas e norte-coreanas voltaram a guerrear contra a Coréia do Sul, chegando a dominar Seul, a capital sul-coreana, mas com o regresso das tropas americanas, a disputa voltou a ficar permanente no Paralelo 38º

• Em julho de 1953, os norte-coreanos assinaram um armistício com a Coréia do Sul, que restabelecia a divisão territorial do Paralelo 38º. O acordo foi assinado na localidade Panmunjon. A Guerra da Coréia pode ser compreendida como uma guerra em vão, já que não trouxe efetivas vantagens a nenhum dos envolvidos; pelo contrário, custou a morte de 4 milhões de pessoas.

As Coréias depois da guerra

• Na Coréia do Norte, o governo comunista manteve as alianças com a República Popular da China, e a União Soviética, todas de sistema comunista-socialista.

• A Coréia do Norte desenvolveu-se sob uma forte política de desenvolvimento militarista e armamentista, adotando mais tarde um programa nuclear.

• A Coréia do Sul foi reconstruída com o apoio dos Estados Unidos, e sob governos ditatoriais. Atualmente, a Coréia do Sul é uma república democrática, e uma das economias mais consolidadas dos Tigres Asiáticos.

• A Coréia do Sul vem tentando se reaproximar da Coréia do Norte, porém as políticas de reaproximação dos países se restringem a unificação da Coréia como um todo.

Leia também a 5ª parte deste estudo (CLIQUE AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário