8 de outubro de 2011

Guerra Fria (5ª Parte)

 Embora distintos, no final da década de 50, Estados Unidos e União Soviética começaram a dar os primeiros passos para o término da tensão de uma possível guerra nuclear.

Coexistência Pacífica

• Após o reacordo do Paralelo 38ª entre a Coréia do Norte, comunista, e a Coréia do Sul, capitalista, em julho de 1953, o mundo bipolar antagônico caminhava para uma nova era, a que veio ser conhecida como Coexistência Pacífica.

• Stalin havia falecido, e em seu lugar, Nikita Kruschev assumia o poder sobre a União Soviética. Nos Estados Unidos, Dwigtht Eisenhower era o novo presidente eleito.

• A União Soviética apresentou aos EUA programas educativos sobre os efeitos nocivos de uma possível guerra nuclear, e abriram as discussões sobre o desarmamento nuclear.

• Em fevereiro de 1956, no XX Congresso do Partido Comunista da União Soviética (PCUS), Nikita Kruschev se pronunciou sobre a situação devastadora que uma possível guerra nuclear mundial causaria.

Leia também "A Guerra do Vietnã" (CLIQUE AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário