3 de dezembro de 2011

Impérios Coloniais portugueses e espanhóis (6ª Parte)

 Os tratados que foram firmados no mundo em razão das divergências entre Portugal e Espanha quanto às novas terras.

As divergências entre as nações frente às descobertas

• Desde meados do século XV, as disputas entre Portugal e Espanha, embasadas no controle de terras e mares recém-descobertos, refletiram-se em tomadas autoritárias do papa. No início, justificados pelo dever de evangelização dos gentios e da guerra santa aos infiéis muçulmanos, os portugueses conseguiram o monopólio da navegação no Oceano Atlântico. Nesse contexto, as tensões entre portugueses e espanhóis acirraram-se e resultaram em 1474 numa guerra em que as possessões atlânticas tornaram-se alvo de agressões e postos de combate.

O Tratado de Alcáçovas

• Em 1479, após o final do conflito iniciado em 1474, foi instituído o Tratado de Alcáçovas. Nele ficava definido o domínio espanhol sobre as ilhas Canárias e na parte litorânea próxima a elas. Além disso, o tratado também impunha o domínio dos portugueses sobre Marrocos, os arquipélagos da Madeira, Açores, Cabo Verde e São Tomé, e o controle sobre todas as terras e mares descobertos e ainda por descobrir o sul das Canárias.

• Depois da viagem de Colombo à América, Portugal reivindicou com base nesse tratado, a posse dos domínios recém-descobertos pelo navegador genovês; isso resultara na Bula papal Inter Coetera em 1493, em que determinava a divisão do Oceano Atlântico por um meridiano a cem léguas do arquipélago dos Açores. Os domínios de Portugal localizariam-se a leste da demarcação, à exceção das ilhas Canárias. Já ao lado oeste, os domínios de terras e mares seriam espanhóis. Embora Portugal tenha protestado, novas bulas papais anulavam os antigos privilégios concedidos a Portugal, transferindo-os à Coroa espanhola, e acirrando ainda mais as disputas Iuso-espanhola.

O Tratado de Tordesilhas

• Em junho de 1494, fora firmado um novo tratado, esse, o Tratado de Tordesilhas. O Tratado de Tordesilhas impunha que as áreas de influência ficariam demarcadas a partir de um meridiano localizado a 370 léguas a oeste do arquipélago de Cabo Verde. Resguardavam-se os antigos domínios espanhóis e portugueses e abria-se aos portugueses a possibilidade de lançar suas bandeiras nas terras do Novo Mundo, o que viria consolidar-se com a descoberta de Pedro Álvares Cabral nos anos 1500.

O Tratado de Saragoça

• Em 1529, foi a vez do Tratado de Saragoça definir as áreas de influência Iuso-espanholas no continente asiático.

Leia também a 7ª parte deste estudo (CLIQUE AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário