8 de outubro de 2011

Guerra Fria (3ª Parte)

 A China na Guerra Fria pode ser compreendida pelo apoio que os Estados Unidos davam ao Kuomintang para a instalação de uma república de tendência capitalista, embora tenha vigorado na guerra civil chinesa a ascensão dos comunistas com a formação da República Popular da China.

A China na Guerra Fria

Retrospectiva dos acontecimentos políticos na China antes do período
da Guerra Fria (1945 a 1991)

• Em 1900, foi fundado na China, pelo médico Sun Yat-sen, o Kuomintang (Partido Nacionalista), de tendência republicana

• Em 1911, foi proclamada pelo líder do Kuomintang (Partido Nacionalista), Sun Yat-sen, a república na China, entretanto, a ideologia republicana de Sun Yat-sen, transformou-se num estado autoritário, devido às dificuldades em administrar o imenso território por causa das crises sociais.

• Em 1917, em função da Revolução Russa, foi criado na China um novo partido político, o PCC (Partido Comunista Chinês), entre os quais tinha como fundador Mao Tsé-tung.

• Em 1925, após a morte do líder do partido nacionalista, Sun Yat-sen, o Kuomintang passou a ser representado por Chiang Kai-shek. Após uma orientação da Internacional Comunista (Komintern), os comunistas chineses haviam apoiado Chiang Kai-shek em suas campanhas militares de reunificação da China.

• A guerra civil chinesa:

- Dois anos depois (1927), Chiang Kai-shek, já estabilizado no poder, ordenou o repúdio aos comunistas em Xangai e em outras cidades. Isso provocou uma guerra civil entre os comunistas e os militares de Chiang Kai-shek. Ainda em 1927, os comunistas se refugiaram nos campos, onde organizavam guerrilhas contra os ataques de Chiang Kai-shek.

- Em 1934, cerca de 100 mil comunistas abandonaram a região de Kiangsi, fugindo das tropas de Chiang Kai-shek.

- Em 1937, o Japão havia ocupado a parte oriental da China, complicando ainda mais a guerra civil que ocorria no país.

- Em 1945, no fim da Segunda Guerra Mundial, as tropas japonesas já haviam saído do território chinês, e a guerra civil reiniciado na China. Chiang Kai-shek encontrava dificuldades na luta contra os integrantes do Partido Comunista Chinês, embora tivesse o apoio de tropas norte-americanas.

A divisão da China em duas repúblicas (Período da Guerra Fria)

• Em 1º de outubro de 1949, os comunistas ocuparam Pequim, onde proclamaram a República Popular da China, representada pela figura do líder comunista, Mao Tsé-tung. Chiang Kai-shek fugiu com suas tropas para a cidade de Taiwan, na época Ilha Formosa, onde instalaram a República da China, com o apoio americano.

1950

• A China assinava um Tratado de amizade com a União Soviética

• Os chineses continentais ocuparam a região do Tibete, que foi anexado como uma província

• De 1950 a 1953, tropas chinesas comunistas participaram da Guerra da Coréia, apoiando a Coréia do Norte, de divisão comunista, contra a Coréia do Sul, sob apoio norte-americano.

“Grande Salto para a Frente”

• De autoria do líder comunista da República Popular da China, Mao Tsé-tung, foi lançado em 1958 o plano “Grande Salto para a Frente”, com o objetivo de transformar a China em um país desenvolvido em tempo recorde.

• O projeto de Mao consistia também no agrupamento dos camponeses em gigantes comunas agrícolas, suportando até 20 mil famílias cada uma. Ao redor das comunas, foram instaladas siderúrgicas com tecnologia rudimentar, local de trabalho da massa operária.

• O projeto de Mao Tsé-tung não vingou, causando a morte por falta de alimentos a milhões de camponeses, e a desestruturação da economia.

Grande Revolução Cultural Proletária

• Lançada em 1966, o projeto consistia em devolver a Mao Tsé-tung a hegemonia no PCC (Partido Comunista Chinês) e no Estado Chinês.

1976

• Morte do líder comunista, Mao Tsé-tung.

1978

• Dois anos após a morte de Mao, Deng Xiaoping conquistou o poder do Estado Chinês. Anos depois, Xiaoping instalou na China uma forte política de desenvolvimento capitalista.

O massacre na Praça da Paz Celestial

• Em 1989, vários grupos protestantes ao governo do partido comunista, se reuniram na Praça da Paz Celestial. Liderados por estudantes, os grupos denunciavam o governo repressivo e corrupto do PCC, entre outras reclamações. Os protestos foram repreendidos pelas tropas do governo vigente.

Leia também "A Coréia na Guerra Fria" (CLIQUE AQUI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário